Solar storms could create $2tn ‘global Katrina’, warns chief scientist

GPS systems and electricity networks are increasingly vulnerable to damage by turbulent solar weather, scientists say

Alok Jha, The Guardian, February 21, 2011

The threat of solar storms that could wreak havoc on the world’s electronic systems must be taken more seriously, the UK government’s chief scientist has warned. A severe solar storm could damage satellites and power grids around the world, he said, leading to a “global Katrina” costing the world’s economies as much as $2tn (£1.2tn). Continue lendo

Anúncios

Uma rede de satélites dará Internet por baixo custo a meia humanidade

Rosario G. Gómez, El País / Portal Uol, 19 de fevereiro de 2011

A Internet está prestes a dar o grande salto para os países pobres. Uma rede de alta tecnologia avançada e de envergadura planetária oferecerá cobertura de banda-larga móvel a cerca de 3 bilhões de pessoas. Batizada de O3b (os Outros 3 bilhões, a metade da população), o projeto para conseguir uma internet global se baseia no lançamento de uma constelação de satélites na órbita do Equador que levarão o sinal da Nicarágua à Nova Zelândia, passando por Brasil, Nigéria, Síria, Etiópia e Índia.

Em 2010 calcula-se que cerca de 2 bilhões de pessoas tinham conexão à Internet. Mas uma grande parte da população internauta se concentra na América do Norte, Europa e Japão. O sul vive de costas para a rede. O sistema para reduzir a brecha digital consiste em levar aos países emergentes ou em desenvolvimento que ainda não entraram na sociedade da informação grandes dutos troncais de Internet através de satélites.

Os primeiros oito artefatos serão lançados em 2013. Uma sucessão de antenas ativas irá colhendo o sinal de um satélite para outro. Uma rede de teleportos instalados em diversos pontos do planeta permitirá baixar esses gigantescos dutos de Internet para diversas regiões. Um desses teleportos estará situado no sul da Espanha (previsivelmente na Andaluzia), de onde se canalizará a distribuição do sinal para boa parte do continente africano. Continue lendo