Nasa finds 715 new planets

extrasolarKepler space telescope’s discoveries include four planets that could hold liquid surface water, believed to be key for life

Reuters / theguardian.com, February 27, 2014

Scientists added a record 715 more planets to the list of known worlds beyond the solar system, boosting the overall tally to nearly 1,700, astronomers said on Wednesday. The additions include four planets about two and a half times as big as Earth that are the right distance from their parent stars for liquid surface water, which is believed to be key for life.

The discoveries were made with the National Aeronautics and Space Administration’s planet-hunting Kepler space telescope before it was sidelined by a pointing system problem last year. The telescope, launched in 2009, spent four productive years staring at 160,000 target stars for signs of planets passing by, relative to the telescope’s line of sight.

The tally of planets announced at a Nasa press conference on Wednesday boosted Kepler’s confirmed planet count from 246 to 961. Combined with other telescopes’ results, the headcount of planets beyond the solar system, or exoplanets, now numbers nearly 1,700. “We almost doubled, just today, the number of planets known to humanity,” astronomer Douglas Hudgins, head of exoplanet exploration at Nasa headquarters in Washington, told reporters on a conference call. Continue lendo

Quão rara é a Terra?

Marcelo Gleiser, Folha de S. Paulo, 21 de outubro de 2012

Agora que temos a certeza de que existe um número enorme de planetas com características físicas semelhantes à Terra, vale perguntar se esses astros têm, de fato, a chance de abrigar formas de vida e, se tiverem, que vida seria essa.

Antes, alguns números importantes. Os melhores dados com relação à existência de outros planetas vêm de um satélite da Nasa, o Kepler, que anda buscando planetas como a Terra ao fazer um mapeamento de 100 mil estrelas que estão na nossa região cósmica. Continue lendo

Europeus flagram o primeiro planeta de outra galáxia

Astro é um gigante gasoso, como Júpiter, mas 25% maior do que ele

Giuliana Miranda, Folha de S.Paulo, 19 de novembro de 2010

Nem mesmo a Via Láctea está livre dos penetras. Astrônomos europeus acabam de encontrar um planeta vindo de outra galáxia bem na nossa vizinhança cósmica. Continue lendo

Planetas gigantes e quentes podem ter vida curta, diz estudo

Gravidade da estrela que orbitam pode acabar por destruí-los, de acordo com teoria da Nasa

estadão.com.br, 9 de setembro de 2010

A maioria dos “Jupíteres quentes” que os astrônomos buscam em aglomerados de estrelas provavelmente já foram destruídos há tempos, diz artigo aceito para publicação no Astrophysical Journal. Os autores, John Debes e Brian Jackson, da Nasa, levantam a hipótese para explicar por que nenhum planeta de trânsito – mundos que cruzam a linha de visão entre suas estrelas e a Terra – jamais foi observado em aglomerados estelares. Continue lendo