Freedom To Criticize Religion Is A Touchstone Of Free Expression

Farooq Sulehria interview Gilbert Achcar, International Viewpoint,  September 25, 2012

Muslims should ‘simply ignore the crazy provocations,’ Gilbert Achcar says. He thinks that those who engaged in violent protests against the ‘Innocence of Muslims’ video did exactly what the video’s production team were hoping for as a result of their provocation. While Achcar strongly condemns Islamophobic hate material, he rejects any curtailment of free speech in the name of preventing blasphemy. ‘Freedom to criticize religion is a major touchstone of the right to free expression,’ he says.

Farooq Sulehria: A decade after your book The Clash of Barbarisms, written in the aftermath of 9/11, it seems that the situation has only worsened. A caricature in an obscure newspaper, an immature video: anything can ignite a ‘clash of barbarisms’ disguised as a ‘clash of civilisations’. How would you analyse the ongoing wave of protests against the ‘Innocence of Muslims’ video in parts of the Muslim world?

Gilbert Achcar (GA): The clash of barbarisms that I analysed should not be seen through the lens of such incidents, but rather through much more serious issues such as Guantanamo, the invasion of Iraq, the torture at Abu Ghraib in Iraq, the increasing resort of the USA to extra-judicial killings, etc. Such events do indeed represent setbacks in the civilizing process. Continue lendo

Anúncios

Mulçumanos aguardam a chegada de Mahdi, o último profeta do Islã

De acordo com uma nova pesquisa pela Pew Resarch, 672 milhões de mulçumanos aguardam a chegada do último profeta do Islã. Para a maioria deles, ele será o último profeta, que governará o mundo e derrotará os inimigos que não servem Alá.

Religión Digital, 17 de agosto de 2012. A tradução é do Cepat. Reproduzido de UHU On-line.

Os resultados confirmam as predições do autor cristão Joel Richardson, que escreveu, em 2009, o livro intitulado “The Middle East Beast” (A Besta do Oriente Médio), o Anticristo islâmico. Richardson tem alertado aos cristãos sobre isto, porque muitos mulçumanos esperam a vinda de Mahdi, ao que a Bíblia chama de “falso profeta”, que deve acompanhar o Anticristo em seu reinado de sete anos.

Uma pesquisa publicada pelo Instituto Pew Research mostra que no Oriente Médio, África do Norte, Ásia Meridional e Sudeste Asiático, “a metade ou mais dos mulçumanos acreditam que irão viver para ver a chegada de Mahdi”. Continue lendo

Problemas en el Lejano Oeste de China

Las políticas de China hacia los uigures en Sinkiang pueden poner en peligro su sueño en la Nueva Ruta de la Seda

Pepe Escobar, Al-Jazeera, 13 de agosto de 2011. Traducido del inglés para Rebelión por Germán Leyens

Si Cowboys y Aliens –el divertido exitazo estival con Daniel “007” Craig y Harrison “Indiana Jones” Ford– se filmara en Sinkiang, en el Lejano Oeste de China, los vaqueros serían uigures étnicos y los alienígenas el Ejército Popular de Liberación (ELP) chino de la etnia Han. Desde luego, no hablamos de diversión estival, sino de una explosiva tragedia que dura décadas.

Los medios chinos, siguiendo la línea oficial del gobierno de la ciudad de Kashgar, han culpado a un grupo de “extremistas religiosos” dirigidos por “militantes entrenados en campos terroristas en el extranjero” de la reciente conflagración del fin de semana pasado en Sinkiang, que causó seis muertos y 15 heridos. Continue lendo

O Paquistão sabia onde Osama se escondia

Robert Fisk, Página/12, 4 de maio de 2011. A tradução é do Cepat. Reproduzido de IHU On-line.

Uma pessoa insignificante, de meia idade, um fracasso político ultrapassado pela história – por milhões de árabes que exigem liberdade e democracia no Oriente Médio – morreu no Paquistão ontem. E então o mundo enlouqueceu.

Logo depois de nos ter mostrado uma cópia de sua certidão de nascimento, o presidente norte-americano apareceu no meio da noite para nos mostrar uma certidão de óbito de Osama Bin Laden, morto em uma cidade cujo nome é de um major do exército do velho Império Britânico. Um único tiro na cabeça, nos disseram. Mas o voo secreto do corpo para o Afeganistão e um sepultamento igualmente secreto no mar? O estranho e arrepiante destino do corpo – sem túmulos, por favor – foi tão assustador quanto o homem e sua impiedosa organização. Continue lendo

El nacimiento de la modernidad islámica

Pepe Escobar, Asia Times Online / Rebelión, 13 de febrero de 2011. Traducido del inglés para Rebelión por Sinfo Fernández

Cuando me desplazaba por las carreteras de AfPak antes y después del 11/S hace diez años, el volumen que llevaba conmigo en la mochila era una edición en francés de la “Yihad” de Gilles Kepel. Noche tras noche, en muchas ocasiones en casas de adobe y ante interminables tazas de té verde, fui poco a poco empapándome de su principal tesis: que el Islam político no estaba precisamente en auge sino, de hecho, en decadencia. Continue lendo