EUA: Manifestantes pedem “justiça para Trayvon Martin”

Este sábado, 101 cidades norte americanas foram palco de protestos contra a absolvição do vigilante George Zimmerman, acusado de ter morto o afro americano de 17 anos Trayvon Martin. O jovem estava desarmado quando foi baleado.

Esquerda.net, 21 de julho de 2013

A campanha “Justiça para Trayvon”, organizada pela Rede Nacional de Ação, liderada pelo reverendo Al Sharpton, um veterano da luta pelos direitos cívicos, promoveu manifestações em cidades como Los Angeles, Kansas, Atlanta, Miami, Nova Iorque e Washington, entre muitas outras.

Em Miami, o protesto contou com a presença do pai de Martin e reuniu cerca de 500 pessoas. Os manifestantes cantaram a música “We shall overcome”, o hino do movimento pela igualdade de direitos.

Em Nova Iorque, por sua vez, a mãe do jovem afro americano fez-se acompanhar do seu outro filho, Jahvaris Fulton, e agradeceu a onda de solidariedade que se gerou ao longo da última semana, desde que foi conhecida a sentença que ilibou Zimmerman.

A cantora Beyoncé e o rapper Jay Z também marcaram presença nesta manifestação.

Os manifestantes pediram ao Departamento de Justiça dos EUA, que, entretanto, abriu uma investigação após ser conhecida a sentença, que apresente acusações por violação dos direitos civis contra Zimmerman.

Na sexta feira, Barack Obama afirmou que Trayvon Martin poderia ter sido ele, há 35 anos, e referiu a necessidade de se avaliar se a lei que permitiu a absolvição do vigilante não acaba por estimular este tipo de tragédias, em vez de servir para “diluir potenciais desacatos.”

Trayvon Martin foi baleado em fevereiro de 2012 quando regressava a casa da namorada do seu pai, numa área residencial de Sanford. Desarmado, o jovem, que levava uma camisola com capuz, foi considerado, pelo vigilante, uma ameaça, e foi mortalmente baleado no peito.

Zimmerman, que só se entregou quarenta dias após a morte de Martin, e que alegou auto defesa, foi ilibado com base numa lei que permite a qualquer cidadão que tenha licença de porte de arma disparar caso se sinta ameaçado na sua integridade física ou considere que é posta em causa a segurança do território que protege.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: