Rio+20: Relatório denuncia fracasso do modelo europeu de comércio de emissões

“Verde é a cor do dinheiro: o fracasso do sistema europeu de comércio de emissões enquanto modelo para a economia verde” é o título do relatório apresentado pela Carbon Trade Watch na Conferência da ONU Rio+20. Partindo do exemplo europeu, verifica-se que o modelo serve para subsidiar os poluidores mas não para reduzir as emissões de gases de efeito de estufa.

Esquerda.net, 23 de junho de 2012

“O comércio de carbono não consegue eliminar progressivamente os combustíveis fósseis nem põe em causa o modelo de sobreprodução destrutiva ou o modelo de consumo que está no coração das economias dos países industrializados”, defende Ricardo Coelho, o autor do relatório apresentado esta quinta-feira pela Carbon Trade Watch (CTW).

“Ao desviar recursos para onde é mais barato reduzir emissões, o comércio de carbono dá prioridade a soluções de fim-de-linha em detrimento de políticas mais justas e ambiciosas, e de facto piora a crise climática e ambiental”, prossegue o economista e colaborador do esquerda.net.

O sistema europeu de comércio de emissões de carbono é o maior mercado de carbono do mundo. Este relatório sublinha que a próxima fase, com início no próximo ano, irá prosseguir o mesmo padrão de subsidiar os poluidores (incluindo as companhias aéreas) num sistema completamente integrado nos mercados financeiros que são os responsáveis pela crise que se vive na Europa.

O relatório defende que o abandono do sistema europeu de comércio de emissões de carbono “não implica uma desistência das políticas para enfrentar a crise climática”. Pelo contrário, “insistir em ‘arranjar’ um sistema que desde o início não funciona só desvia as atenções e os recursos das políticas necessárias”, que hoje são bloqueadas pela existência do sistema. E avisa que a exportação deste fracasso para outros países só prejudicará a cooperação com o resto do mundo.

“As comunidades e os movimentos pela justiça climática em todo o mundo continuam a apresentar ideias e propostas concretas para abordar as alterações climáticas. Ao demonstrar como o comércio de carbono está a falhar, este relatório contribui para alargar o espaço para discuti-las e implementá-las”, conclui o relatório da CTW.

Sobre a cimeira Rio+20, Joanna Cabello, ativista da CTW, afirmou que se trata de “uma cortina de fumo para os grandes poluidores” e voltou a denunciar a tentativa da União Europeia de usar a cimeira como montra do seu sistema de comércio de emissões para o resto do mundo. “A UE continua a usar os mercados de carbono para transferir os seus compromissos ambientais para os países em desenvolvimento no Sul”, acusou Joana Cabello.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: